Com o programa Industria 4.0 (cujo lançamento nacional ocorreu em Leiria, a 30 de janeiro) – programa no qual se inspira o título deste artigo – foi lançada uma nova acha na fogueira do marketing digital, isto é, da importância da internet nas empresas de hoje em dia, não só na comunicação, mas também noutras componentes.

Lidando eu com o setor da Construção Civil e Obras Públicas (CCOP) desde tenra idade (uma vez que o meu pai possui uma empresa no setor há algumas dezenas de anos), desde sempre me acostumei a “ler” as especificidades do setor. É – todos o sabemos – natural que o mesmo não se identifique de forma imediata com estas “modernices” do marketing e (talvez ainda menos) do marketing digital.

Sou assumidamente suspeito na minha opinião (pois exerço regularmente funções de consultor na área do marketing digital) mas quer-me parecer que a construção civil necessita – tão ou mais – do marketing (digital) do que qualquer outro setor. É verdade que as empresas da área da CCOP têm necessidades específicas e – por exemplo – pode não fazer tanto sentido falar em eCommerce (lojas online) como para as mepresas na área do comércio e serviços, mas também é verdade que estas empresas dependem (mais até do que noutros setores) da sua reputação junto de (potenciais) clientes. Neste sentido, não faz sentido – em pleno 2017, a 3 anos da “Odisseia no Espaço” – ignorar as potencialidades do marketing digital pelo motivo de que “essas coisas não são para a construção”. Sim, são! Apenas – como para qualquer outro setor – necessitam de ser adaptadas consoante as necessidades específicas das empresas.

Retomando a questão do marketing digital “à medida” da CCOP, de facto pouco sentido fará uma loja online, mas não será útil ter um “cartão de visita online” (ou seja, um website institucional) no qual se identifique a empresa, os seus contactos, eventuais testemunhos de clientes satisfeitos, um formulário de contacto e/ou de pedido de orçamentos? Porque não divulgar eventuais imóveis para venda?

Sendo indiscutível que o “boca-a-boca” é um veículo de comunicação muito importante na área da CCOP, será que um (potencial) cliente não olhará com outros olhos uma empresa da qual ouviu falar (bem, de preferência) e que até tem uma imagem cuidada? Acredite, um website, por simples que seja, um logotipo cuidado e que transcreva os valores da empresa apenas poderão melhorar (e muito) a perceção que o mercado tem da sua empresa.

E em termos de custo? Compensa às micro e pequenas empresas investirem avultadas somas no seu marketing? Excelente questão! Na realidade, hoje em dia é muito mais acessível dispor de um website, por exemplo. Aliás, existem inclusive programas cofinanciados pelo Portugal 2020, que pode/deve aproveitar, tal como é o caso do QIpme 2020, que a própria ARICOP está a promover…

Em termos de marketing (e de marketing digital), o setor da CCOP estará muito longe dos fundamentos enunciados no Indústria 4.0, mas não estará na hora da Construção 2.0? Creio que sim!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *